Arquivo | dezembro, 2011
2 dez

Estou sem sono e tive um momento de epifania, e pensei: a vergonha alheia é uma especie de vergonha muito complexa. Por um lado pensamos “pare, pare, pelo amor de deus, pare,” e por outro sentimos a necessidade morbida de descobrir a profundidade da merda que o outro consegue atingir. Por algum motivo, o qual eu não conseguiria começar a explicar, para mim, os melhores alvos da vergonha alheia são geralmente políticos. Eu sei que essa é velha, mas é só para ilustrar um ponto. Agora que eu registrei essa pequena reflexão, vou dormir e sonhar com um futuro político que nunca mais inclua tanta comédia e entretenimento.

 

1 dez

Ahhhnnnnn… Tim Curry, você seria tão errado se você não fosse tão legal…